Nutrologia

O que é nutrologia?

A Nutrologia, também chamada de Nutrologia Funcional ou Nutrologia Médica, é a especialidade médica que estuda e avalia as vantagens e desvantagens causadas pela ingestão dos nutrientes, com o objetivo de manutenção da saúde e redução de risco de doenças, assim como o tratamento das condições de deficiência ou excesso.

O que são transtornos alimentares?

Transtornos alimentares são uma perturbação persistente da alimentação ou de comportamentos associados à alimentação que resultem em consumo ou absorção alterada de alimentos de forma a comprometer significativamente a saúde física ou psicossocial do indivíduo. Os transtornos alimentares compreendem os diagnósticos para pica, transtorno de ruminação, transtorno alimentar restritivo/evitativo, anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno de compulsão alimentar.

O que é transtorno alimentar do tipo pica?

A pica consiste na ingestão de uma ou mais substâncias não nutritivas, não alimentares, de forma persistente durante um período mínimo de um mês, grave o suficiente para merecer atenção clínica. Embora deficiências de vitaminas e minerais sejam relatadas em alguns casos, na maioria das vezes não cursa com nenhuma outra anormalidade biológica.

O que é o transtorno alimentar de ruminação?

O transtorno de ruminação consiste na regurgitação repetida de alimento depois de ingerido durante um período mínimo de um mês. O transtorno é mais relatado em indivíduos com deficiência intelectual. A desnutrição pode ocorrer, em particular quando a regurgitação é acompanhada por restrição da ingestão.

O que é o transtorno alimentar restritivo/evitativo?

O transtorno alimentar restritivo/evitativo consiste na esquiva ou na restrição da ingestão alimentar ocorrendo de forma acarretar uma incapacidade de satisfazer as demandas energéticas e/ou nutricionais do organismo. Ocorre mais comumente na fase de lactente ou na primeira infância e podem persistir na idade adulta. Lactentes, crianças e adolescentes podem cursar com atrasos do crescimento, e desnutrição.

O que é o transtorno alimentar anorexia nervosa?

A anorexia nervosa possui três características principais, uma restrição persistente na ingestão de calorias, um medo importante de ganhar peso, e uma perturbação na percepção do próprio peso ou da própria forma. O indivíduo costuma manter um peso corporal abaixo do normal do esperado. A semi-inanição e os comportamentos purgativos podem resultar em condições clínicas importantes, em diversos sistemas corporais. Amenorreia e anormalidades nos sinais vitais são comuns. Algumas situações, como a perda de densidade óssea mineral, podem não ser completamente reversíveis.

O que é o transtorno alimentar bulimia nervosa?

A bulimia nervosa possui três características principais, a ocorrência recorrente de episódios de compulsão alimentar, a presença recorrente de comportamentos inapropriados para impedir o ganho de peso, e uma autoavaliação prejudicada pela forma e pelo peso corporal. O diagnóstico é feito quando a compulsão alimentar e os comportamentos compensatórios inapropriados ocorrem no mínimo uma vez por semana por três meses. Distúrbios hidroeletrolíticos podem ocorrer em consequência ao comportamento purgativo, como vômitos autoinduzidos, uso indevido de laxantes ou diuréticos, jejum ou exercício em excesso. Irregularidade menstrual ou amenorreia são frequentes em mulheres com bulimia nervosa.

O que é compulsão alimentar?

O transtorno de compulsão alimentar é definido pela presença recorrente de episódios de compulsão alimentar. Os episódios devem acontecer ao menos uma vez por semana durante três meses para definir o diagnóstico. Um episódio de compulsão alimentar ocorre quando a ingesta de uma grande quantidade de alimento em determinado tempo é definitivamente maior do que a maioria das pessoas consumiria sob circunstâncias semelhantes. A ocorrência é acompanhada por uma sensação de falta de controle, como a incapacidade de evitar comer ou de parar de comer depois de começar. A compulsão alimentar é associada a um sofrimento marcante, geralmente ocorre em segredo ou o mais discretamente possível, pois os indivíduos geralmente sentem vergonha de seus problemas alimentares. O transtorno de compulsão alimentar está associado a um prejuízo da qualidade e a um risco maior de ganho de peso e desenvolvimento de obesidade.

O que são transtornos alimentares não especificados?

Transtorno alimentar não especificado aplica-se a situações com sintomas característicos de um transtorno alimentar, com sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social, mas que não satisfazem todos os critérios para qualquer transtorno na classe diagnóstica de transtornos alimentares.

O que é obesidade?

A obesidade não está inclusa no DSM-5 (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) como um transtorno mental, pois resulta do excesso prolongado de ingestão energética em relação ao gasto energético, cuja ocorrência depende de diversos fatores genéticos, fisiológicos, comportamentais e ambientais que variam entre os indivíduos.
As consequências físicas dos transtornes alimentares, sobre a composição corporal, afetam negativamente a saúde reprodutiva das mulheres. A obesidade é o acúmulo de gordura no corpo decorrente de uma alimentação, com uma quantidade de calorias superior ao valor usado pelo corpo, na manutenção e realização das suas atividades habituais.

Como sei se estou acima do peso?

A obesidade é definida pelo cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). O peso em quilogramas deve ser dividido pelo quadrado da altura em metros. O valor encontrado permite definir se a pessoa está dentro, abaixo, ou acima da sua faixa de peso.

Cálculo do IMC = IMC=peso (kg) / altura (m) x altura (m)
Menor que 18,5 - Abaixo do peso
Entre 18,5 e 24,9 - Peso normal
Entre 25 e 29,9 - Sobrepeso (acima do peso desejado)
Igual ou acima de 30 - Obesidade.

Obesidade é uma doença grave?

A obesidade é uma doença grave, pois aumenta a probabilidade de várias doenças, principalmente doenças cardiovasculares, diabetes, apneia de sono, e osteoartrite. Alguns tipos de câncer são mais frequentes em pessoas obesas. A obesidade é uma das principais causas de morte evitáveis no mundo, e está cada vez mais frequente em adultos e crianças. A obesidade é considerada um dos mais graves problemas de saúde pública da atualidade.

Como tratar obesidade?

O tratamento da obesidade consiste em emagrecer, assim, o paciente deve perder peso até estar dentro da faixa de IMC esperada pela sua altura.

Como é um tratamento para emagrecer?

A forma mais direta de emagrecer é a modificação de estilo de vida. Uma dieta mais saudável, com menor ingesta de calorias, e aumento das atividades físicas, com maior gasto de energia, podem levar a perda de peso. Apesar da proposta ser simples, é muito difícil perder peso apenas com mudança de estilo de vida, poucas pessoas conseguem emagrecer apenas com dieta e exercício.

Como funcionam os medicamentos para emagrecer?

O uso de medicamento antiobesidade é o tratamento para emagrecer mais eficiente, pois consegue reduzir mais peso, que apenas a mudança de estilo de vida, e apesar de reduzir menos peso que as cirurgias bariátricas, é muito mais seguro.

Quem pode usar medicamento para emagrecer?

O tratamento para emagrecer com suplementos e medicamentos está disponível para todos os pacientes, mas é mais indicada para os pacientes que são muito obesos para responderem apenas a dieta e exercício, mas não tão obesos para precisarem de uma cirurgia bariátrica. Os medicamentos antiobesidade buscam diminuir o apetite e a absorção de gordura, e apresentam bons resultados quando utilizados em conjunto com uma dieta adequada.

Unidade Alphaville

Unidade Alphaville

Avenida Cauaxi, 293 - Alphaville Industrial - Barueri - SP
CEP 06454-020 - Edíficio AlphaGreen - Salas 2506 a 2509
Unidade São Paulo

Unidade São Paulo

Avenida Indianópolis, 171 - Ibirapuera, São Paulo - SP
CEP 04063-000
Unidade Cajamar

Unidade Cajamar

Em Breve!

Alguma dúvida? Entre em contato conosco:

Espaço Amae